Venda de automóveis em colapso no final de 2018

Agosto de 2018 foi o último mês a registar um aumento exuberante das vendas de automóveis em Portugal. Face a idêntico mês do ano anterior, as vendas de unidades de veículos automóveis ligeiros e pesados, tinham aumentado cerca de 25%. É provável que os dados de agosto reflitam a antecipação de vendas na sequência da alteração de legislação que encareceu alguns dos veículos mais poluentes mas será esse comportamento suficiente para justificar o que se seguiu?

Volvidos três meses – ficam a faltar apenas os dados de dezembro -, as vendas de automóveis acumularam precisamente três meses de quedas sucessivas, sempre com reduções homólogas a rondar os 10%.

No acumulado do ano, entre janeiro e novembro de 2018, as vendas registam ainda uma evolução positiva mas cada vez mais modesta: 3,4% no total.

Olhando às categorias, o mercado mais dinâmico é o dos ligeiros (+3,4%) com ascendente para os veículos comerciais (+3,9%) que está aliás a evoluir em contraciclo, crescendo acima da média anual em novembro (+5,0%).

Setembro Outubro Novembro Janeiro a Novembro
%Var %Var 2018 2017 %Var 2018 2017 %Var
Ligeiros Passageiros -14,0% -12,2% 15 466 17 626 -12,3% 212 113 205 076 3,4%
Ligeiros Mercadorias 4,8% 3,0% 3 803 3 623 5,0% 35 270 33 956 3,9%
Total de Ligeiros -10,9% -9,7% 19 269 21 249 -9,3% 247 383 239 032 3,5%
Total Pesados 17,4% 13,2% 514 594 -13,5% 5 189 5 148 0,8%
Pesados Mercadorias 12,9% 6,3% 448 574 -22,0% 4 711 4 815 -2,2%
Pesados Passageiros 136,8% 195,0% 66 20 230,0% 478 333 43,5%
Total do Mercado -10,1% -9,1% 19 783 21 843 -9,4% 252 572 244 180 3,4%

 

Estatísticas da ACAP.

Entre os veículos pesados predomina a quase estagnação (+0,8%) face a 2017 sendo que, a categoria menos expressiva em número de vendas (pesados de passageiros) regista um crescimento expressivo no conjunto do ano (+43,5%), que se tem reforçado nos últimos meses (+230% em novembro).

Fonte: Economia e Finanças