Abril 2019: queda ligeira dos ligeiros de passageiros mantém mercado da UE28 no vermelho

Em Abril de 2019, o mercado europeu de veículos ligeiros de passageiros voltou a cair, ainda que de forma mais ligeira, mantendo uma tendência que já dura há vários meses.

A queda homóloga foi bastante inferior à registada no mês anterior – em Março de 2019, a redução foi de 3,9% -, o que permitiu atenuar a contracção generalizada das vendas de ligeiros de passageiros em toda a União Europeia.

A variação homóloga de apenas – 0,4% foi em parte possível derivada ao comportamento positivo de grandes mercados como Espanha (+ 2,6%), Itália (+ 1,5%) e França (+ 0,4%), que contrabalançaram as reduções registadas no Reino Unido (-4,1%) e na Alemanha ( -1,1%).

No global dos números dos primeiros quatro meses de 2019 mostram que a procura por carros novos na Europa já diminuiu 2,6%, de 5.480.953 matriculados no mesmo período de 2018 para 5.336.703 unidades de janeiro ao final de Abril de 2019

E, entre os cinco maiores mercados, todos apresentam saldo acumulado negativo:

Alemanha (- 0,2%)
Espanha (- 4,5%)
Itália (- 4,6%)
Reino Unido (- 2,7%)
França (- 0,4%)

O número de matrículas de carros novos também desce em Portugal (-4,8%) e o segmento dos ligeiros de passageiros é precisamente um dos mais afectados pela redução da procura.

Esta queda suave do mercado em Abril de 2018 foi também possível com recuperação de mercado de dois dos maiores construtores europeus – grupo PSA e Renault, assim como do grupo Hyundai que segue imediatamente a seguir aos lugares do pódio.

Já o grupo Volkswagen e FCA voltaram a registar novas quedas no quarto mês do ano.

Desde Janeiro, este é o comportamento e posição dos 10 principais construtores:

  1. Grupo Volkswagen: – 3%
  2. Grupo PSA: – 0,3%
  3. Grupo Renault: 1%. A Dacia continua a ser a principal impulsionadora com mais 13,4%
  4. Grupo Hyundai: – 0,6 %
  5. Grupo FCA: – 8,9%
  6. Ford: – 8,9%
  7. Grupo BMW: – 0,3%
  8. Grupo Daimler: – 0,7%
  9. Toyota: – 2,7%
  10. Nissan: – 24,,8%

Por marcas (ordem descendente de vendas):

  1. Volkswagen: – 3,2%
  2. Renault: – 5,1%
  3. Ford: – 8,9%
  4. Peugeot: – 1,8%
  5. Opel/Vauxhall: – 3,6%
  6. Mercedes-Benz: 0%

Fonte: Fleet Magazine

Partilhar nas Redes Sociais: