Crédito ao consumo abranda de recorde com menos financiamento automóvel

O abrandamento ficou a dever-se sobretudo à descida da concessão de crédito para compra de automóvel, que baixou 8,1% em agosto, para 261 milhões de euros.

O crédito ao consumo atingiu 637 milhões de euros em agosto, o que representa uma queda de 7% face ao recorde mensal fixado em julho (687 milhões de euros), mas situa-se 5% acima do registado em agosto do ano passado (605 milhões de euros).

Os dados revelados esta terça-feira pelo Banco de Portugal revelam que este abrandamento ficou a dever-se sobretudo à descida da concessão de crédito para compra de automóvel, que baixou 8,1% em agosto, para 261 milhões de euros.

Em sentido contrário, o crédito pessoal aumentou 16,9% para 282 milhões de euros.

O crédito ao consumo em Portugal cresceu a bom ritmo nos meses mais recentes, tendo em julho atingido o valor mensal mais elevado de sempre: 687,6 milhões de euros.

Contudo, no arranque do ano a tendência foi negativa. Daí que nos primeiros oito meses deste ano o volume de crédito concedido aos consumidores seja praticamente igual ao registado no mesmo período do ano passado (4,89 mil milhões de euros).

Fonte: Jornal de Negócios

Partilhar nas Redes Sociais: